Turistas em laje no morro Pavão-Pavãozinho - Foto: Pablo Jacob / Extra

Turistas em laje no morro Pavão-Pavãozinho - Foto: Pablo Jacob / Extra

Depois de muita ponderação sobre onde ia passar o meu réveillon (afinal, como eu dou muitas dicas, acabo com muita informação na cabeça, fica difícil decidir), acabei optando pelo óbvio, simples e barato… praia de Copacabana. A festa como sempre estava linda, praia lotada, com aquela mistureba de gente feliz, bêbada, bonita, feia, rica, pobre, turistas, travestis, crianças… todo mundo se divertindo junto. Não vi confusão, parecia estar tudo organizado… até que veio a hora dos fogos. Decepção. Não sei se eu ainda carrego na minha memória os bons tempos quando os fogos saiam da areia e explodiam bem em cima das nossas cabeças, mas o fato é que começou bem devagar, tão devagar que eu esqueci de dar “feliz ano novo” aos meus amigos. O tal do sincronismo tão anunciado, causou no meu grupo ali na areia (e em muitas outras pessoas com quem eu conversei depois) a sensação de que algo estava por vir, mas nunca vinha. Descobri depois que eu estava no lugar errado, longe dos palcos e tal, e que quem passou a virada mais no meio da praia, não teve o que reclamar.

Segundo os jornais, apareceram no céu imagens do Cristo Redentor e do Pão de Açucar… eu não vi nada disso. Para o secretário municipal de Turismo, Antônio Pedro “a avaliação foi a melhor possível”.  A leitora aqui do blog Debora Fridman concordou: “Os fogos foram MARAVILHOSOS, INDESCRITÍVEL”, comentou ela, assim mesmo, em caixa alta.

Lendo aqui os jornais, vi que nenhum incidente grave foi registrado. Umas 800 pessoas foram atendidas nos postos médicos, a maioria bêbados com intoxicação alcoólica, ou que tiveram machucados leves. Quem teve trabalho mesmo foi o pessoal da Comlurb, que recolheu 522 toneladas de lixo (11% a menos que no ano passado). Clique para ver as fotos do dia seguinte na praia de Copacabana.

Um réveillon diferente foi comemorado nos morros Dona Marta e Pavão-Pavãozinho, recentemente pacificados pela polícia. Com uma belíssima vista do Rio de Janeiro, muitos gringos subiram a favela para apreciar a queima de fogos de um lugar antes proíbido. O fotógrafo do Extra Paulo Jacob acompanhou a festa na casa de Dona Azelina, que recebeu 30 turistas na laje do seu barraco no Pavão-Pavãozinho para a virada (clique aqui para ver as fotos).

Estou preparando um post com a opinião dos queridos leitores do Sem Destino sobre as festas de réveillon pelo Brasil, se você quiser participar, deixe o seu comentário neste post. Se quiser mandar foto, deixe o seu email no cometário para eu entrar em contato.

———————————————————————————

Assista a vídeos exclusivos na TV Sem Destino

Veja todas as fotos das minhas viagem pelo mundo no Flickr do Sem Destino

Se você veio parar nesse post direto de algum mecanismo de busca, clique aqui para ler as outras matérias na página incial do Sem Destino.

Para ler as notícias fresquinhas do Sem Destino, assine o RRS Feed do blog

Siga o Sem Destino no Twitter – clique aqui

Adeus ano velho... Feliz ano novo!!!

Adeus ano velho... Feliz ano novo!!!

Depois da última virada, quando enfiaram a tal da Mart´nália goela abaixo do povão, a prefeitura resolveu caprichar um pouco mais na festa de réveillon em Copacabana este ano. Serão 13 atrações em dois palcos, além de outros dois com apresentações de DJs. No palco principal, em frente ao Copacabana Palace, os Paralamas do Sucesso se apresentam com participação especial de Carlinhos Brown antes da meia-noite. Logo depois, quem sobe ao palco é Lulu Santos. O ano começa ao som da Orquestra Sinfônica Petrobras e, após a queima de fogos, é a vez de Beth Carvalho com o grupo Fundo de Quintal. A noite fecha com a bateria do Salgueiro e DJs. No palco satélite, em frente à Rua Santa Clara, tem Ed Motta, Roberta Sá e Pedro Luís, com a bateria da Beija Flor fechando a festa. Já os palcos com DJs ficam na Rua Miguel Lemos, onde o destaque é Marcelinho da Lua, e Av.Princesa Isabel, comandado por Marcelo Janot.

A prefeitura já avisou que vai fazer um choque de ordem no Réveillon e proibiu qualquer tido de recipiente de vidro na areia (tirando as garrafas de espumantes, que são tradição e não vêm em outro tipo de embalagem. Mesmo assim, para beber, só em copinho de plástico), além dos fogos de artifício.

E se você está preocupado com a possibilidade de a chuva estragar a sua festa, relaxe. O prefeito convocou a médium Adelaide Scritori, da Fundação Cacique Cobra Coral, para não deixar que um pingo caia sobre nossas cabeças durante a festa. O espirito que Adelaide diz incorporar estaria em Buenos Aires, mas estará aqui a tempo da virada para desviar as nuvens.

Confira os gráficos abaixo:

Interdições do trânsito

As atrações em Copacabana

A festa em outros bairros

Atendendo aos muitos pedidos de informações sobre as festas públicas de réveillon na Região dos Lagos, resolvi fazer este post de última hora.

Cabo Frio – serão três locais com shows a partir do dia 29: Praia do Forte, Jardim Esperança e Distrito de Tamoios. Na Praia do Forte, D´Black se apresenta no dia 30 e Rick Vallen na virada. No Jardim Esperança tem a banda Geração Nômade no dia 30 e Os Morenos na festa do réveillon. Já no Distrito de Tamoios, o pré-réveillon fica por conta do pagode do grupo Algo Mais e a virada será comandada por D´Black. Clique aqui para ver a programação completa.

Búzios – Além das festas que eu já relacionei no post sobre a cidade, haverá queima de fogos em cinco praias: Geribá, Manguinhos, Marina, João Fernandes e Armação, também conhecida como Orla Bardot. São esperados cerca de 400 mil turistas para a virada em Búzios e, exatamente por isso, a prefeitura, com medo de uma bagunça generalizada, optou por não promover shows.

Rio das Ostras – A prefeitura apostou em artistas locais para os shows da virada. Na Praça São Pedro, quem anima a festa é a banda Zorra Brasil, com axé, forró, pop-rock e marchinhas de carnaval. Em Costazul, a Banda Truco também vai de repertório variado, do rock ao forró, para animar o público. Além dos shows, haverá queima de fogos de 13 minutos nas duas praias.

Os shows na praça São Pedro continuam com a Banda Pressão no dia 1º e Mister Brazuka no dia 2.

Campos – A cidade promete um grande show pirotécnico na praia do Farol de São Tomé. A festa continua com Elba Ramalho seguida de um trio elétrico com a banda A Massa até o sol nascer. No dia seguinte tem Pique Novo e, no dia 3, Emílio Santiago.

Macaé – o réveillon aqui é para quem gosta de sambar. Na praia de Cavaleiros haverá um show da Bateria da Mangueira e em Barra de Macaé, show da Mocidade Independente de Padre Miguel. Neguinho da Beija-Flor se apresenta no Bar do Coco. Se você acha pouco, ainda tem Sandro Martins no Lagomar e Tom Mello e Banda no Glicério. Clique e confira o esquema de trânsito.

Araruama – A queima de fogos terá cerca de 15 minutos de duração e será feita no pátio do Moinho Santo Antônio. Já os shows serão na Praça de Eventos. Na virada, quem se apresenta por lá é a Banda Timabalaê. No dia 1º, tem Swing e Simpatia. A festa continua com a banda Anjos da Noite no dia 2 e Filhos da Lua no dia 3.

Outros posts de réveillon:

Rio de Janeiro

Búzios

Bahia

Santa Catarina

GLS e Eletrônico

———————————————————————————

Assista a vídeos exclusivos na TV Sem Destino

Veja todas as fotos das minhas viagem pelo mundo no Flickr do Sem Destino

Se você veio parar nesse post direto de algum mecanismo de busca, clique aqui para ler as outras matérias na página incial do Sem Destino.

Para ler as notícias fresquinhas do Sem Destino, assine o RRS Feed do blog

Siga o Sem Destino no Twitter – clique aqui

Se você está pensando em visitar Nova York entre janeiro e fevereiro, aí vai uma dica para você economizar alguns dolares. Com 200 promoções no cardápio, o Real Deal Winter, da organização de marketing e turismo NYC & Company, incluem entradas de atrações no esquema 2-por-1, créditos de US$ 50 em hotéis e descontos de 50% em estadias nas noites de domingo. Também há promoções em entradas de tearos, circos, tours… e até consultas médicas. Para usufruir, basta entrar no site escolher o programa e imprimir um voucher. Se você for fazer a reserva por telefone, há um código da promoção na página.
Confira abaixo algumas das promoções:
Atrações –
Madame Tussauds – compra uma entrada, leva outra.
Bronx Zoo – 50% de desconto na entrada de criança com a compra de uma de adulto.
The Jewish Museum – 50% de desconto.
Empire State Observatory – 50% de desconto no mapa
City Pass – passe com entrada para seis principais atrações de NY (Empire State, Museu de História Natural, Guggenheim, Metropolitan, MoMA e Cruseiro para a Estátua da Liberdade e Ellis Island) – Compre US$ 140 em tickets por US$ 79 e fure as filas.
Restaurantes
Angus McIndoe Restaurant e B.Smith’s restaurant segundo prato com 50% de desconto.
Russian Tea Room – Compre um buffet de caviar e ganhe 50% de desconto no segundo.
Noite –
The Bubble Louge  – Compre uma taça de champagne e gnhe 50% de desconto na outra.
Comix – 50% de deconto na entrada
Hotéis – em diversos hotéis, como o InterContinental New York Barclay e o SoHo Grand Hotel, fique um mínimo de duas noites (tendo chegado entre quinta e sábado) e ganhe um crédito de US$ 50 em comida e bebida e US$ 50 de crédito para usar em estadia em julho ou agosto de 2010.

———————————————————————————

Assista a vídeos exclusivos na TV Sem Destino

Veja todas as fotos das minhas viagem pelo mundo no Flickr do Sem Destino

Se você veio parar nesse post direto de algum mecanismo de busca, clique aqui para ler as outras matérias na página incial do Sem Destino.

Para ler as notícias fresquinhas do Sem Destino, assine o RRS Feed do blog

Siga o Sem Destino no Twitter – clique aqui

Nicholas, tadinho, se deu mal - Foto: divulgação

Nicholas, tadinho, se deu mal - Foto: divulgação

Como dizia o ditado, malandro é gato, que já nasce de bigode… o americano Nicholas Anthony Porfilio, de 25 anos, foi preso na segunda-feira por policiais da Delegacia Especial de Atendimento ao Turista (Deat). A acusação, o bom o velho golpe do seguro, o mesmo que levou em cana as turistas inglesas Shanti Andrews e Rebeca Turner em julho. Nicholas foi à delegacia e disse que foi assaltado a duas quadras do Hotel Atlântico Copacabana, onde estava hospedado, por volta das 6h30m. Os bandidos teriam levado suas três malas, segundo ele, avaliadas em US$ 18 mil. Os policiais não acreditaram muito na história do gringo e, quando foram checar, descobriram que ele tinha feito o check-out às 10h30m e que a bagagem estava dentro do guarda-volumes do hotel. Resultado, Nicholas está preso na Deat e membros do Consulado Americano estão acompanhando o caso.

No caso das americanas, elas ficaram presas com outras presas comuns, como qualquer mortal, conseguiram um habeas corpus e responderam ao processo em liberdade, sem poder deixar o país, até serem absolvidas, no último dia 17. Agora vamos ver o que acontece com Nicholas.

Fonte: O Globo

———————————————————————————

Assista a vídeos exclusivos na TV Sem Destino

Veja todas as fotos das minhas viagem pelo mundo no Flickr do Sem Destino

Se você veio parar nesse post direto de algum mecanismo de busca, clique aqui para ler as outras matérias na página incial do Sem Destino.

Para ler as notícias fresquinhas do Sem Destino, assine o RRS Feed do blog

Siga o Sem Destino no Twitter – clique aqui

Só quando cruzo a Ipiranga com a Avenida São João...

Quando você pensa em turismo no Brasil, que cidades lhes vêm a mente? Rio, Salvador, Recife, Florianópolis. Esqueçam todas elas e tentem adivinhar qual foi eleita a melhor capital para os turistas em pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas a pedido do Ministério do Turismo… São Paulo, a Terra da Garoa. Entre as cidades que não são capitais, Foz do Iguaçu ficou em primeiro e Ouro Preto em segundo.

Agora, vamos ver quais foram os critérios utilizados… a melhor aqui veio no sentido de mais bem estruturada. Realmente para quem gosta de um bom albergue, isso não é lá muito verdadeiro, pois só existem uns oito em toda a metrópole, mas a pesquisa avaliou 65 municípios em 13 aspectos, atribuindo notas de 0 a 100 a cada item. As cidades foram divididas em grupos de 27 (26 capitais e o Distrito Federal) e 38 (não capitais) e classificadas só dentro do próprio conjunto.

Os quesitos analisados foram economia local, capacidade empresarial, acesso (rodovias, ferrovias, aeroportos e transporte local) e serviços e equipamentos turísticos, que inclui sinalização turística, centro de atendimento ao turista, espaços para eventos, capacidade dos meios de hospedagem, dos restaurantes e do turismo receptivo e estrutura de qualificação para o turismo. Cada cidade foi visitada por pesquisadores da FGV durante cinco dias, entre julho e setembro de 2008.

O Rio de Janeiro, sede das Olimpíadas de 2016 e principal porta de entrada dos turistas no Brasil, só ficou em primeiro lugar no quesito ‘atrativos turísticos’, o que demonstra que muita coisa ainda precisa melhorar até lá.

Confira abaixo as melhores cidades em cada quesito:

Infraestrutura geral
.
Capital – Florianópolis
Não capital – Bento Gonçalves
Acesso
.
Capital – São Paulo
Não capital – Foz do Iguaçu
Serviços e equipamentos turísticos
.
Capital – São Paulo
Não capital – Foz do Iguaçu
Atrativos turísticos
.
Capital – Rio de Janeiro
Não capital – Ouro Preto
Marketing e promoção do destino
.
Capital – Belo Horizonte
Não capital – Foz do Iguaçu
Políticas públicas
.
Capital – Recife
Não capital – Porto Seguro
Cooperação regional
.
Capital – Natal
Não capital – Maraú
Monitoramento
.
Capital – Belo Horizonte
Não capital – Balneário Camboriú
Economia local
.
Capital – São Paulo
Não capital – Gramado
Capacidade empresarial
.
Capital – São Paulo
Não capital – Foz do Iguaçu
Aspectos sociais
.
Capital – Curitiba
Não capital – Ouro Preto
Aspectos ambientais
.
Capital – Curitiba
Não capital – Foz do Iguaçu
Aspectos culturais
.
Capital – Salvador
Não capital – Ouro Preto

Companhias aéreas tentam fisgar classe média com facilidades:

Como brasileiro viajando mais, as companhias aéreas lançam estratégias para embarcar mais brasileiros em seus voos. A ideia é atrair o público que viaja de busão para os aeroportos. Segundo os cálculos das empresas, esse pessoal pode gerar receitas acima de R$ 40 bilhões ao ano. Por isso, a Webjet montou um quiosque para venda de bilhetes em um dos lugares mais improváveis do Rio, a Feira de Tradições Nordestinas, em São Cristóvão. A Gol abriu uma loja numa zona de comércio popular em São Paulo. Já a TAM partiu para o esquema das parcelas a perder de vista, e agora você pode comprar uma passagem e ficar pagando por até 48 meses… isso mesmo, quatro anos. Mas é bom tirar bastane fotos durante a viagem, para quando aquela fatura do cartão chegar no 20º mês, você poder se lembrar o que está pagando.

A TAM ainda ampliou sua parceria com a rede bancária ao fechar um acordo com o Itaú Unibanco nesta quarta-feira. Agora, os quem tiver conta por lá também vai poder comprar passagens em até 48 vezes sem juros. A companhia já mantinha um acordo parecido com o Banco do Brasil, onde o prazo também foi ampliado de 36 para 48 meses.

Além dos parcelamentos conhecidos, a Webjet oferece um carnê que pode ter até 12 prestações — sem comprovação de renda ou capacidade de crédito. O cliente pode embarcar logo após quitar o financiamento.

Com informações do Jornal Extra