Farol

Farol

Escrevi este post inteiro ontem… mas o WordPress saiu do ar e eu perdi tudo. É como dizem, só Jesus salva. O jeito é escrever tudo de novo. O pior é que o post tinha ficado bom, e a segunda vez nunca nunca é igual a primeira, mas não vamos chorar sobre o leite derramado. Vou falar aqui sobre uma viagem que está na minha lista há algum tempo, desde que eu li a excelente matéria do colega de trabalho e companheiro de mergulhos Marcos Pernambuco, publicada no caderno Boa Viagem, d´O Globo.  O destino é Abrolhos, um arquipélago localizado a 109 quilômetros da costa sul da Bahia, onde se pode mergulhar com baleias Jubarte, explorar naufrágios e curtir a natureza, tudo isso dentro de um barco recheado de mergulhadores animados em um live aboard de três dias. Como eu nunca fui, deixo aqui as palavras do Pernambuco sobre o lugar:

“Passar três dias num arquipélago a 60 milhas náuticas (109 quilômetros) do continente, onde o celular não pega e os únicos sons são os da natureza, não é privilégio apenas de aventureiros. Em um ‘live aboard’, você pode curtir uma embarcação que é um pequeno hotel flutuante, no qual o luxo não está nas dependências, e sim na paisagem que as emoldura: Abrolhos, no Sul da Bahia. Mas não espere praias com areias intermináveis e cervejinha gelada. Quem faz esse passeio de barco procura intenso contato com a natureza. São mergulhadores os mais fiéis frequentadores destas embarcações, que podem ficar de três a 15 dias percorrendo as quatro ilhas do primeiro parque nacional marinho da América do Sul, criado há 25 anos. Mas não são os únicos. Também há programas mais simples, como fazer snorkel e desembarcar numa das ilhas que encantaram Charles Darwin.

 Pouca gente sabe que Abrolhos não é mais só para excursões de mergulhadores. É permitido desembarcar na Ilha de Santa Bárbara, a mais bonita do arquipélago, com uma boa faixa de areia para ser aproveitada. Basta combinar com a empresa de live aboard que faz o passeio, e eles solicitam autorização à Marinha. É possível visitar o farol, fazer caminhadas, observar aves e ver o ritual (uma tradição por ali) de acendimento do farol no pôr-do-sol, em frente a espelhos com alcance de 32 milhas náuticas (5,8 quilômetros)”.
Clique aqui para ler a matéria na íntegra

A Xdivers, operadora de mergulho dos amigos Rodrigo Figueiredo e Flávio Olivier, está organizando uma saída para esse paraíso em outubro. Faço aqui uma propaganda da empresa não só porque sou amigo dos caras, mas também pelo trabalho que eles fazem, sempre com uma atenção especial aos mergulhadores e equipamentos novinhos em folha, tudo da marca italiana Mares. Como eu não poderei ir, já que meu rico dinheirinho já está empenhado em uma viagem a Cancun e Estados Unidos em setembro, deixo aqui a dica na esperança de que algum leitor se empolgue, vá, curta e depois deixe aqui o seu relato.

A saída do Rio de Janeiro está programada para o dia nove de outubro, sexta-feira, às 16h, com retorno no dia 13, terça-feira. Lembrando que dia 12 é feriado de Nossa Senhora Aparecida. A viagem até a Bahia é feita em ônibus leito, com TV, DVD e frigobar. Chegando lá, são três dias dentro de um confortável barco com capacidade para 15 mergulhadores. No pacote estão incluídos transporte, comida e bebida não alcoólicas, três mergulhos por dia, lastro e cilindro. Vou deixar o Rodrigo explicar um pouco mais o roteiro:

 

 

 

Titan

Titan

“Teremos os mergulhos tradicionais de abrolhos nos chapeirões, naufrágio Rosalinda, naufrágio do Guadiana e o recém descoberto naufrágio do Santa Catharina, que afundou em 1914 e tem 106 metros de comprimento. E se engana quem pensa que essa é uma viagem estritamente para mergulhadores; o passeio é um dos mais bonitos do Brasil, o arquipélago conta com aves belíssimas e uma vida marinha que nem se faz necessário usar cilindro para ser surpreendido com o tamanho e a variedade dos peixes! Já da superfície se tem uma grande mostra. Ficaremos embarcados num dos mais tradicionais Live-Aboards do Brasil, o barco TITAN, com capacidade para 15 mergulhadores e sua respectivas “traquitanas fotográficas”.

 

 

 

Arquipélago de Abrolhos

Arquipélago de Abrolhos

 

Para quem pensa em levar acompanhantes que não mergulham, uma boa notícia. Fazendo snorkeling, passeando pela ílhas ou apenas tostando no sol, o pessoal que prefere ficar acima da linha d´água não deixa de se divertir.

Saiba mais sobre a viagem

Leia a matéria do Marcos Pernambuco

Veja o relato do instrutor Flávio Olivier sobre a última viagem a Abrolhos

Conheça o Dive Blog

———————————————————————————

Assista a vídeos exclusivos na TV Sem Destino

Veja todas as fotos das minhas viagem pelo mundo no Flickr do Sem Destino

Se você veio parar nesse post direto de algum mecanismo de busca, clique aqui para ler as outras matérias na página incial do Sem Destino.

Para ler as notícias fresquinhas do Sem Destino, assine o RRS Feed do blog

Siga o Sem Destino no Twitter – clique aqui

Anúncios