divulgação

Jumbo Hostel, um 747 transformado em albergue - Foto: divulgação

Se você é daqueles que não consegue dormir dentro de avião, imagine usar um para se hospedar. Pois essa é a idéia por trás do Jumbo Hostel, um Boeing 747 transformado em albergue que fica estacionado em frente à pista do aeroporto Arlanda, na Suécia.

'Suite presidencial'

'Suite presidencial'

Ok, a vista pode não ser lá essas coisas, as janelas são pequenas e os banheiros apertados, mas a idéia me parece bem interessante. O avião foi dividido em 28 quartos para até quatro pessoas. A lotação do albergue é de 72 hóspedes, sendo que desses, dois poderão curtir a ‘suite presidencial’, que fica no cockpit. O painel de controle, com todos os comandos e mostradores, foi mantido no lugar e, para brincar de ‘comandante’, o preço fica em 1.350 coroas suecas, mais ou menos uns R$ 385. Nos outros quartos, o pernoite sai por 350 coroas suecas, uns R$ 100.

O empreendedor por trás da ideia, o sueco Oscar Diös, está empolgado com a estréia do albergue: ‘ Além de oferecer mais uma alternativa para o pernoite no aeroporto, Estocolmo agora conta também com uma nova atração de peso. Isto deve aumentar o interesse pela cidade e pela região. O interesse é imenso, de operadores de turismo e organizações por todo o mundo’, conta ele, talvez exagerando um pouquinho.

O lounge

O lounge

O avião onde o Jumbo Hostel está instalado foi construido em 1976 e estava aposentado desde 2002 nos fundos do aeroporto. Para os próximos meses, quatro novos quartos estarão disponíveis aos visitantes, sendo que estes serão instalados no compartimento de motor do 747; Outra novidade, prevista para a primavera, é que os hospedes poderão usar as asas como um deque panorâmico.

Os primeiros hóspedes fizeram o chek-in no dia 15 de janeiro

Do gigante dos céus às capsulas ao estilo japonês. A novidade nos aeroportos de Heatrow e Gatwick, em Londres, e Schiphol, em Amsterdam, são os Yotel, pequenos hotéis com cubículos para quem procura praticidade.  A cabine premium tem apenas 10 metros quadrados, a standard, que sai a 69 libras (R$220), apenas 7  metros quadrados. Mas isso não quer dizer que você não vai ter conforto. Segundo o site do Yotel, você terá ‘tudo o que espera em um hotel de luxo, em um pequeno espaço’.

Yotel

Yotel

Só para dar uma idéia, as cabines premium têm local para guardar malas acima da cama, uma mesa de trabalho retrátil, com conexão para acesso gratuito à internet, uma TV de plasma com diversos canais a sua escolha, serviço de quarto 24 horas e uma cama que vira sofá ao toque de um botão.

Clique nos links para fazer um tour virtual de 360 graus nas cabines:

Premium
Lower Standard Cabin
Upper Standard Cabin

Qual o lugar mais estranho que você já se hospedou? clique e deixe o seu comentário

Leia os outros posts da série ‘Lugares diferentes’

‘Lugares diferentes: para quem não tem medo de altura’

‘Lugares diferentes: restaurantes onde a comida não é a atração principal’

Se você veio parar nesse post direto de algum mecanismo de busca, clique aqui para ler as outras matérias na página incial do Sem Destino.

Para ficar por dentro das últimas notícias fresquinhas aqui do blog, clique aqui para assinar o RSS Feed do Sem Destino.

Anúncios